Operação Quatro Patas: Forças de Segurança efetuam prisões e notificam crimes de maus-tratos de animais, em CG

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social e da Gerência Operacional da Causa Animal, ligada à Secretaria de Estado da Saúde, esteve em vários bairros de Campina Grande realizando a Operação Quatro Patas, que teve como principal objetivo combater maus-tratos contra animais na região. O resultado da operação conjunta foi divulgado nesta quinta-feira (7), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com destaque para duas prisões em flagrante por crime de maus-tratos, além da notificação de tutores, sete cachorros resgatados em situação de maus-tratos e sete aves silvestres apreendidas.

Na ocasião, as equipes também atuaram de forma educativa com ações de conscientização nos locais visitados. A diretora do CICC, tenente-coronel Jousilene Sales, disse que o roteiro do percurso foi traçado por meio do registro de denúncias. “Recebemos muitas ligações feitas por meio do número “190” da Polícia Militar e, durante esta ação, utilizamos todo o nosso aparato tecnológico nos locais que mapeamos para fazer a constatação de que tipo de risco os animais estavam sofrendo”, explicou.

De acordo com a delegada de Crimes Contra o Meio Ambiente de Campina Grande, delegada Hertha França, o resultado da operação demonstrou a necessidade da sociedade se engajar no combate a este tipo de crime. “Encontramos vários animais em situações inadequadas e vítimas de crime de maus-tratos, alguns casos de reincidência. Os animais foram resgatados e levados ao Centro de Zoonoses e, conforme cada um dos casos, tivemos tutores autuados em flagrante e outros notificados”, frisou.

A gerente operacional da Causa Animal em Campina Grande, Waléria Assunção, falou sobre os resultados. “Os órgãos deram as mãos e nesta ação inédita e integrada verificamos a prática de vários crimes cometidos contra animais, fazendo valer o cumprimento da legislação e atuando para inibir estas práticas”, disse.

Estiveram presentes atuando na operação as Polícias Civil e Militar, com o Batalhão de Polícia Ambiental, a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), Instituto de Polícia Científica (IPC), Corpo de Bombeiros, CPtran, CICC e Centro de Zoonoses de Campina Grande.

Redação

Redação