Tempo seco pode agravar quadros respiratórios; veja dicas de como enfrentar a baixa umidade do ar


Inmet emitiu um alerta de baixa umidade relativa do ar para os próximos dias para áreas em 16 estados e mais o DF. Manter-se hidratado é o melhor remédio contra o tempo seco. Tempo seco pode agravar quadros respiratórios; veja dicas para enfrentar a baixa umidade Em meio a uma nova onda de calor que afeta todo o país, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de baixa umidade relativa do ar para os próximos dias. O aviso vai até quinta-feira (21). Segundo o órgão, o índice deve ficar entre 20% e 30% em várias regiões brasileiras (veja mapa abaixo). Inmet alerta para baixa umidade do ar até 21 de setembro Ighor Jesus/Arte g1 A umidade do ar estará baixa em localidades espalhadas por 16 estados e mais o Distrito Federal: Alagoas Bahia Ceará Distrito Federal Goiás Maranhão Paraíba Pernambuco Piauí Rio Grande do Norte Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais Pará São Paulo Sergipe Tocantins 🥵🌡️ E qual a relação da baixa umidade com a nossa saúde? O tempo seco pode levar a problemas respiratórios, cansaço, dor de cabeça, narinas e olhos ressacados. O desconforto é ainda maior para pessoas que já têm doenças respiratórias, como asma, rinite alérgica ou bronquite crônica, que ficam propensas ao agravamento dos quadros. 😷 Por que sentimos desconfortos respiratórios quando o tempo está seco? Isso acontece porque um dos mecanismos de defesa que temos para as vias aéreas é o muco. Com o ar seco, esse muco também seca e isso piora a obstrução. O melhor remédio para a secura é ingerir bastante líquido. Por isso, idosos e crianças tendem a sofrer mais quando a umidade do ar está mais baixa, já que esquecem de beber água com frequência. Hidratação: beber bastante líquido é importante para hidratar a pele e a mucosa Crédito: iStockPhotos Dicas para enfrentar o tempo seco Beba bastante água (cerca de dois litros por dia ou 10 copos de água de 200 ml). Ela hidrata todos os órgãos, inclusive pele e mucosa. Se puder, tenha um umidificador de ar em casa. Você também pode colocar uma bacia com água no ambiente ou uma toalha umedecida para minimizar os efeitos do ar seco, do ar poluído. Hidrate bem as mucosas com soro fisiológico - pelo menos duas vezes ao dia. Lave os olhos com soro fisiológico ou com colírio de lágrima artificial. Cuidado com bebidas alcoólicas. Elas podem refrescar, mas também desidratam. Mantenha a casa limpa, evitando o acúmulo de poeira. Evite praticar exercícios físicos das 11h às 17h. Proteja-se ao máximo do sol e evite o ressecamento das mucosas e pele. Caso a pessoa apresente tosse intensa, aumento de catarro, chiado e falta de ar, é recomendável procurar atendimento médico. No vídeo abaixo, o g1 explica se a emissão de poluentes pode prejudicar a beleza do nascer e pôr do sol, deixando-os menos brilhantes e intensos. A poluição deixa mesmo o céu mais bonito?
g1 > Paraíba

g1 > Paraíba