Primeira cirurgia de redesignação de gênero é feita em homem transexual na Paraíba: ‘eu pensava ser impossível’


Paciente é um psicólogo de 33 anos e mora em João Pessoa. Ele iniciou a transição há treze anos. Maternidade Frei Damião II fica no antigo prédio do Hospital Santa Paula, em João Pessoa José Marques/Secom-PB/Divulgação A primeira cirurgia de redesignação sexual (histerectomia total mais ooforectomia) em um homem transexual na Paraíba aconteceu na tarde desta quarta-feira (24), na Maternidade Frei Damião, em João Pessoa. De acordo com a unidade, o paciente é um psicólogo de 33 anos e mora na capital. Ele iniciou a transição há treze anos. Ele já vinha sendo acompanhado há nove anos no ambulatório do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa. O paciente informou que ser acompanhado por uma equipe preparada desde o acolhimento até a cirurgia “fez total diferença”. O paciente disse ainda que está cada vez mais perto do que pensava para ele há 13 anos em relação a transição de gênero. “Eu pensava ser impossível [fazer a cirurgia de transição]. Espero que eu não seja único e que essa prática se torne corriqueira não só neste hospital, mas em outros”, desejou. Sobre o que ele espera depois da cirurgia, ele disse que quer ser recebido pela família e passar mais esse tempo com os amigos mais próximos. “...E, o mais importante, acompanhar a chegada de outros pacientes aqui no hospital para fazer esse mesmo procedimento”, declarou. A Maternidade Frei Damião é o terceiro hospital do Brasil a realizar esse tipo de procedimento cirúrgico que só é feito na Unicamp, em São Paulo e no Hospital das Clínicas do Recife. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado