Monitor da Violência: assassinatos caem quase 3% no 1º semestre de 2022 na Paraíba


Foram 601 assassinatos nos primeiros seis meses deste ano, o que representa uma queda de 2,9% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 619 assassinatos foram registrados. Wagner Magalhães/g1 O número de assassinatos na Paraíba registrou queda no primeiro semestre de 2022, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o índice nacional de homicídios criado pelo g1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Foram 601 assassinatos nos primeiros seis meses deste ano, o que representa uma queda de 2,9% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 619 assassinatos foram registrados. Mesmo assim, o número é elevado: em média, mais de 3 paraibanos foram assassinados por dia no primeiro semestre de 2022. Estão contabilizadas no número as vítimas dos seguintes crimes: homicídios dolosos (incluindo os feminicídios) latrocínios (roubos seguidos de morte) lesões corporais seguidas de morte Veja a variação dos indicadores de violência nos estados g1 Em 2021, a Paraíba teve uma leve queda de 0,3% no número de assassinatos, em relação a 2020, como apontou um levantamento exclusivo do Monitor da Violência. A Paraíba registrou em 2021 1.162 assassinatos. Com esses números, a Paraíba apresentou a menor redução do Nordeste, ficando atrás apenas do Piauí, que teve alta nos números. PÁGINA ESPECIAL: Mapa mostra assassinatos mês a mês no país METODOLOGIA: Monitor da Violência Os dados do primeiro semestre de 2022 apontam que: houve aproximadamente 600 assassinatos nos primeiros seis meses deste ano, 18 mortes a menos que no mesmo período de 2021; a queda seguiu a tendência do país: foram 20,1 mil assassinatos nos primeiros seis meses deste ano, o que representa uma queda de 5% em relação ao mesmo período do ano passado; a redução do estado foi de 2,9%. O levantamento, que compila os dados mês a mês, faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do g1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Vídeos mais assistidos da Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado