Pai suspeito de agredir e causar morte de filha, se apresenta à polícia e é liberado após depoimento, no Sertão


Segundo a Polícia Civil, ele disse que teria empurrado a filha durante uma discussão, mas não recorda se ela caiu ou bateu a cabeça. Michelle Macena, de 20 anos, morreu no Hospital Regional de Sousa por hemorragia intracraniana. Michele Macena, jovem que morreu no Sertão após agressão Reprodução/TV Paraíba O pai da jovem de 20 anos que morreu na noite de sábado (20), com suspeita de traumatismo craniano após agressão, compareceu à delegacia de Cajazeiras na tarde desta quarta-feira (24), onde foi ouvido e liberado. Segundo o delegado Ilamilto Simplício, ele disse que teria empurrado a filha durante uma discussão, mas não recorda se ela caiu ou bateu a cabeça. Michelle Macena de Andrade Nascimento morreu no Hospital Regional de Sousa por hemorragia intracraniana. A suspeita é de que um murro dado pelo pai dela, ocorrido na sexta-feira (19), tenha provocado a morte. A agressão aconteceu no município de Uiraúna, onde a família mora. O delegado Ilamilto Simplício afirmou que o pai negou ter dado um murro na filha. Em depoimento, o homem disse que teria empurrado Michelle, na região da cabeça, com o punho fechado. A situação aconteceu durante uma discussão entre a jovem e o irmão dela de 9 anos. O homem ainda disse que não recorda se Michelle chegou a cair ou a bater a cabeça na parede. Segundo ele, o relacionamento dos dois era "normal''. Contudo, uma prima da jovem disse em depoimento que ela relatava ter problemas de relacionamento com o pai. Ele foi liberado, mas o caso segue em investigação. O delegado Ilamilto Simplício informou que a Polícia Civil vai ouvir outros familiares da vítima e aguardar o resultado de um exame cadavérico. Relembre o caso Michelle Macena de Andrade Nascimento morreu na noite de sábado (20) após sofrer um traumatismo craniano. Na sexta-feira (19), durante uma discussão, ela teria sido atingida pelo pai com um murro. A agressão aconteceu no município de Uiraúna, onde a família mora, mas a morte foi registrada no Hospital Regional de Sousa, para onde ela foi levada. Após a discussão, na sexta-feira (19), a jovem teria ido dormir na casa de uma tia, e no dia seguinte chegou a ir à cidade de Sousa fazer compras. Somente quando estava se organizando para ir a um aniversário, no sábado (20), ela passou mal e foi socorrida, por volta das 18h. De acordo com o delegado Ilamilto Simplício, superintendente da Seccional de Cajazeiras da Polícia Civil da Paraíba, a jovem realizava uma faxina em casa quando o irmão dela chegou e sujou um fogão que ela acabara de limpar. Teve início uma discussão entre ambos e, no momento, o pai tentou intervir. Com o murro, Michelle teria caído e batido com força a cabeça no chão ou na parede. Ainda segundo o delegado Ilamilto Simplício, uma prima da jovem disse em depoimento que ela relatava ter problemas de relacionamento com o pai. Já a mãe da jovem afirmou que o pai apenas teria empurrado Michelle. A mulher não estava em casa no momento da agressão. A Certidão de Óbito da jovem consta como causa da morte uma hemorragia intracraniana. A Polícia Civil aguarda o resultado da perícia realizada pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) para prosseguir com as investigações. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado