Mãe e filho são levados a hospital após sofrerem picadas de abelhas, em Campina Grande


Uma escola que fica perto do local foi interditada para que alunos e servidores não fossem atingidos pelas abelhas, no bairro do Santa Rosa. Frente da Escola Municipal Cristina Procópio que foi interditada Ewerton Correia/TV Paraíba Mãe e filho sofreram múltiplas picadas de abelhas na manhã desta quinta-feira (11), no bairro do Santa Rosa, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma escola municipal que estava perto do local onde aconteceu o ataque precisou ser interditada para evitar ataques aos alunos e servidores. De acordo com o Hospital de Trauma de Campina Grande, as vítimas têm 90 e 55 anos. Eles foram encaminhados para área vermelha do local. Segundo a direção da Escola Municipal Cristina Procópio, local que foi interditado, ninguém da escola foi atingido pelo incidente. A direção da escola ainda informou que o Corpo de Bombeiros ainda vai no local fazer um relatório para enviar para a Secretaria de Educação da cidade para saber quando as aulas poderão voltar. “A gente optou por essa medida [de interditar a escola e parar as aulas] para evitar acidentes”, disse. Até a última atualização desta matéria, mãe e filho seguem internados no Hospital de Trauma de Campina Grande. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado