Moto de mulher vítima de latrocínio é encontrada no bairro Funcionários, em João Pessoa


Veículo estava na frente da casa de um flanelinha; ele não é suspeito do crime, mas foi ouvido pela polícia. Moto da vítima de latrocínio, em João Pessoa Larissa Mendes/TV Cabo Branco A moto da mulher vítima de um latrocínio na madrugada desta quarta-feira (3) foi encontrada na frente de uma casa no bairro Funcionários Três em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Civil, o veículo estava na frente da casa de um flanelinha. LEIA TAMBÉM: Mulher é vítima de latrocínio ao voltar do trabalho Homem acredita que esposa reagiu: 'trabalhador é quem paga' De acordo com a policia, o flanelinha não é tratado como suspeito do crime, mas foi levado para a Delegacia de Homicídios de João Pessoa para prestar esclarecimentos sobre a moto. Entenda o caso Ana Paula Rodrigues Firmino Lopes, de 40 anos, foi morta quando voltava do trabalho Arquivo pessoal O crime aconteceu por volta de meia noite, na Rua Juiz Manoel João da Silva. Conforme a polícia, a vítima foi identificada como Ana Paula Rodrigues Firmino Lopes, ela trabalhava em um supermercado no bairro do Ernesto Geisel e estava voltando para casa quando foi abordada por suspeitos em um moto. O marido da vítima contou que tinha o costume de buscá-la no trabalho, mas que ela estava voltando sozinha nesta madrugada porque ele estava cansado de um serviço que tinha feito ao longo do dia, então ela decidiu vir sozinha. Segundo o marido, Ana Paula encerrava o expediente à 0h05, mas estava demorando a chegar em casa. Quando percebeu o atraso, ficou preocupado e pegou a bicicleta para ir até o trabalho dela. No caminho, ao lado de uma Unidade de Saúde da Família (USF), ele encontrou um cordão de isolamento e equipes da Polícia Militar. "Perguntei, ninguém me respondeu, eu passei pelo isolamento e fui pedir informação. Vi ela estirada no chão, com perfuração na cabeça, do lado esquerdo e estava em óbito já, infelizmente", lamentou. O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios, na Central de Polícia Civil e segue sendo investigado. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado