Professor é preso por importunação sexual dentro de biblioteca, em Campina Grande


Na esfera policial não cabe fiança para o caso, então eles seguem aguardando decisão judicial. Central de Polícia Civil de Campina Grande Reprodução/TV Paraíba Um professor de 40 anos foi preso suspeito de importunação sexual dentro de uma biblioteca pública, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, na tarde desta quinta-feira (28). Segundo informações da Polícia Militar, os agentes foram chamados ao local após saberem que um homem estaria abusando de uma mulher. Esse foi o segundo caso de importunação sexual cujo suspeito é professor registrado no mesmo dia, em Campina Grande. Professor é levado à delegacia após denúncia de assédio sexual contra alunas em Campina Grande De acordo com o delegado Glauber Fontes, o professor aguarda audiência de custódia, pois na esfera policial, o crime de importunação sexual não possui fiança. Ele aguarda decisão judicial. Dois casos no mesmo dia Já um outro professor de 47 anos foi preso também nesta quinta-feira (28). Segundo Glauber Fontes, ele é suspeito do mesmo crime - importunação sexual - contra duas alunas da escola Dom Luiz Gonzaga Fernandes, localizada no bairro das Malvinas, em Campina Grande. Segundo a Polícia Militar, uma equipe de policiais foi chamada até a instituição após receber a denúncia de que uma estudante havia sido vítima de assédio sexual. Quando a PM chegou ao local, uma vítima, de 14 anos, e a mãe dela, contaram que o professor teria tentado beijar o pescoço da adolescente e dito que a boca dela é bonita. Já outra adolescente, de 15 anos, relatou que o suspeito havia tentado puxá-la pelo cabelo e elogiado os seios dela. À TV Paraíba, a direção da escola disse que as estudantes relataram o crime para ela e que chamou o professor para conversar. Ele teria negado as ações. A direção contou, ainda, que faria um relatório para pedir que ele deixasse a escola e acionaria o Conselho Tutelar. Mas, antes que fizesse isso, o crime foi denunciado. Suspeito segue na delegacia aguardando audiência de custódia. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado