Suspeito de matar casal em Santa Rita, PB, é preso após usar carro e cartões de crédito das vítimas


Investigação apontou que ele teria cometido o crime após assaltar o casal. Suspeito também alegou que não agiu sozinho. Rangeli Ferreira e Josenildo Hermínio foram achados mortos com marcas de tiros, em Santa Rita, PB Reprodução/TV Cabo Branco Um homem foi preso, na noite desta quarta-feira (20), suspeito da morte de Josenildo Hermínio Lopes, de 48 anos, e Rangeli Gomes, de 46 anos, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Conforme a Polícia Civil, ele estaria utilizando os cartões de crédito de uma das vítimas, além de um carro que pertencia a eles, fatores que ajudaram na identificação. De acordo com a Polícia Civil, a investigação apontou que ele teria cometido o crime após assaltar as vítimas. O suspeito trabalhava como segurança de um cemitério da cidade. Outro fator considerável para a identificação do suspeito, segundo a polícia, é que ele teria dito que já tinha visto o casal outras vezes no mesmo local onde cometeu o crime. A polícia disse ainda que o suspeito também alegou que não agiu sozinho. O órgão segue investigando o caso, a fim de encontrar os demais envolvidos no crime. Após a prisão, o suspeito foi levado para Delegacia de Homicídios em João Pessoa, onde ficou detido na carceragem, aguardando a audiência de custódia, que acontece às 11h30. Entenda o caso Os corpos do casal foram encontrados em um canavial, há duas semanas. Pessoas que passavam pelo local ouviram pelo menos cinco tiros por volta das 8h30. Pelas características dos disparos que vitimaram as pessoas, a mulher sofreu um disparo na cabeça e o homem na região frontal, o que, segundo a delegada Flávia Assad, que estava à frente da investigação na época, são características de execução. Rangeli Gomes morava em Santa Rita, era casada e deixa dois filhos adolescentes. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado