Idoso morre após ser picado por abelhas em Alagoa Grande, na PB


Severino José da Silva chegou a ser levado para o hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Idoso picado por abelhas foi levado para UTI do Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu João da Paz/Ascom/Divulgação Um idoso de 84 anos morreu nesta segunda-feira (21) após ter sofrido várias picadas de abelhas, na cidade de Alagoa Grande, na Paraíba. Segundo informações do Hospital de Trauma de Campina Grande, ele foi atendido na unidade, na noite da quarta-feira (20), e encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. LEIA TAMBÉM: Criança de um ano e meio é internada na UTI após ser picada por abelhas na Paraíba De acordo com o hospital, o idoso foi identificado como Severino José da Silva. A médica do hospital, Noadja Cardoso, explicou que as picadas de abelhas podem ser graves, principalmente quando são picadas múltiplas. A médica recomenda não tirar os vergões das picadas com a pinça, pois é nesse local que está o veneno da abelha. Ou seja, quando se espreme a picada desta forma, mais veneno é injetado dentro do corpo. Uma das formas de tirar os vergões, em casos de picadas simples, é raspando o local com um cartão. Depois da retirada, é preciso lavar o local e colocar gelo ou água fria. Em casos graves, que possuem o risco de choque anafilático, é preciso ficar atento aos sintomas: inchaço na boca ou na face por inteiro. Nestas situações, o indicado é procurar um atendimento médico. Criança internada na UTI após ser picada por abelhas Um menino de 1 ano e meio de idade foi picado por abelhas na tarde de quarta-feira (20), no município de Barra de Santana. Após ser ferido, ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, o garoto chegou ao local sem familiares, apenas com um enfermeiro. Por isso, ainda não seria possível dizer como o ataque aconteceu. Como a criança chegou ao hospital debilitada, com várias marcas de picadas e com desconforto para respirar, passou por primeiros socorros, foi medicada e está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sendo avaliada. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado