Vigilante atira em ex-esposa, e mata mãe e sobrinho dela, na Paraíba


Crime aconteceu na noite da quinta-feira (14), em Livramento, no Cariri, em frente à filha da mulher, de oito anos. Suspeito cometeu suicídio após o crime. Jardel Rodrigues Matias atirou na ex-esposa e ainda matou a ex-sogra e um neto dela antes de cometer suicídio. Divulgação/Polícia Civil da Paraíba Um vigilante de 36 anos, identificado como Jardel Rodrigues Matias, matou duas pessoas da família da ex-esposa, de 31 anos, na cidade de Livramento, no Cariri paraibano, na noite da quinta-feira (14). De acordo com a Polícia Civil, o vigilante se suicidou depois de balear a ex-companheira e matar o sobrinho dela e a ex-sogra, na frente de uma criança de oito anos. O crime aconteceu por volta das 21h, na casa da ex-sogra de Jardel, onde estava morando a ex-esposa dele após o casal se separar, há cerca de um mês. Conforme a Polícia Militar, o vigilante entrou na casa para matar a ex-mulher, mas na hora dos tiros, a mãe dela se atravessou. A aposentada, Maria do Socorro Nascimento, de 69 anos, morreu na hora. Ainda conforme a PM, um adolescente de 16 anos, que era sobrinho da ex-esposa, foi baleado na perna e a Polícia Civil acredita que o tiro atingiu a femoral, uma vez que ele não resistiu ao ferimento. “Tudo se deu na frente da filha da mulher, de oito anos. Foi ela quem viu tudo e entregou a arma para a PM”, disse Mairam Moura, delegada seccional de Juazeirinho, que atende a cidade de Livramento. Conforme a polícia, pessoas que conviviam com o casal disseram que eles haviam se separado recentemente e que o vigilante não aceitava o fim da relação. Conforme a delegada, o escrivão da Polícia Civil que apurou os fatos com moradores da região disse que o vigilante chegou na casa e bateu na porta. A ex-sogra atendeu e ele atirou nela, que caiu na porta da frente. Em seguida ele entrou e atirou na ex-esposa, saindo da residência e voltando minutos depois. Neste momento, o adolescente estava na porta, quando foi baleado. Jardel então teria entrado novamente na casa e cometido suicídio dentro do banheiro. "Estas são informações preliminares, e a gente só pode confirmar a dinâmica do crime quando ouvirmos a vítima que sobreviveu", disse a delegada. A ex-esposa do atirador foi socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde deu entrada com um tiro no tórax. De acordo com João Pedro de Moraes, médico cirurgião-geral do hospital, o estado de saúde dela é estável e ela aguarda resultado de tomografia para saber se vai ser preciso passar por cirurgia. “Ela foi vítima de um ferimento de arma de fogo na região do tórax, com orifícios de entrada e saída. Chegou respirando com cateter nasal, com complementação de oxigênio, mas respirando normalmente. Ela não está precisando de medicamento de pressão, está consciente e orientada, apenas com dor na região do ferimento”, explicou o médico em entrevista ao Bom Dia Paraíba desta sexta-feira (15). Mulher sobreviveu e foi levada para o Hospital de Trauma de Campina Grande Reprodução/TV Paraíba Vídeos mais assistidos da Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado