Gerente de futebol que esfaqueou jogador em Pilar, AL, se entrega à polícia e é preso


Anderson Salgueiro era considerado foragido; ele tinha dois mandados de prisão em aberto, um por tentativa de homicídio contra o atleta, Cabelinho, e outro por roubo. Gerente de futebol do FF Sport, Anderson Salgueiro se entrega à polícia Arquivo pessoal O gerente de futebol Anderson Salgueiro, que esfaqueou o jogador paraibano João Guilherme Clemente da Silva, de 21 anos, conhecido como Cabelinho, se entregou à polícia no final da manhã desta quinta-feira (14), na Delegacia de Pilar, cidade em que aconteceu o crime. Salgueiro era considerado foragido e tinha dois mandados de prisão em aberto. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Atleta do FF Sport, Cabelinho foi esfaqueado no dia 30 de junho, precisou ser hospitalizado e submetido a uma cirurgia, mas sobreviveu. O jogador recebeu alta do hospital no último dia 6 e voltou para a casa da família, na Paraíba. "Ele confessa ter praticado a tentativa de homicídio e alega que praticou em virtude de o Cabelinho ter jogado um copo de café no rosto dele e ter informado que ele teria que pagar. Ele entendeu que isso seria uma ameaça, foi até a cozinha, pegou uma faca e efetuou golpes contra o Cabelinho", disse ao g1 o delegado Ronilson Medeiros, responsável pelas investigações. O dirigente ainda será ouvido formalmente no inquérito. O delegado disse ainda que, além do mandado de prisão pela tentativa de homicídio, existe um outro mandado em aberto contra ele de um roubo praticado em Pernambuco. Após o depoimento, Salgueiro foi encaminhado para a Central de Flagrantes e depois para o sistema prisional. Testemunhas dão mesma versão para o crime Jogador João Guilherme, conhecido como Cabelinho, foi socorrido para o HGE após ser esfaqueado em Pilar, Alagoas Reprodução/Instagram De acordo com os relatos das testemunhas à polícia, a briga começou porque o jogador teria desobedecido a ordem do dirigente para que os atletas não deixassem a pousada na noite anterior ao crime, já que deveriam estar concentrados para terinar na manhã seguinte. “A ordem foi ignorada pelo João Guilherme [Cabelinho], que foi para um show. De manhã, Anderson mandou João Guilherme [Cabelinho] descer do ônibus que iria para o treinamento. Após essa ordem, o atleta ficou com ironia e o dirigente perdeu a cabeça e partiu para agressão”, explicou o chefe de operações do 23º Distrito Policial de Pilar, Wilson Vasconcelos. Cabelinho disputou cinco jogos pelo FF Sport, clube de futebol de Pilar, na região metropolitana de Maceió. Ele é natural do estado da Paraíba. Após o crime, a polícia realizou diligências para localizar e prender o gerente de futebol Anderson Salgueiro, mas ele fugiu e era considerado foragido até esta quinta-feira. VÍDEO: Após ser esfaqueado, Cabelinho passou por cirurgia no tórax Jogador que foi esfaqueado por gerente de futebol recebe alta do hospital Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL Veja mais notícias da região no g1 AL
Habilitar notificações    OK Não Obrigado