Comerciantes celebram saldo positivo do São João 2022 de Campina Grande: ‘vai suprir até dezembro’


Pesquisa feita pela União dos Representantes d'O Maior São João do Mundo apontou que 80% dos comerciantes tiveram faturamento superior a 2019. Saldo do São João 2022 de Campina Grande foi positivo para 80% dos comerciantes, afirma associação Bruna Couto/g1 Cerca de 80% dos comerciantes que trabalharam no São João 2022 de Campina Grande registraram aumento no faturamento em relação à última edição do evento, em 2019. É o que aponta uma pesquisa realizada pela União dos Representantes d'O Maior São João do Mundo. Agora, após o fim da festa, o saldo positivo é motivo de comemoração para os trabalhadores. LEIA TAMBÉM: Empresas oferecem experiências e brindes no São João de Campina Grande Conheça quem faz o São João de Campina ser grande Saiba tudo sobre o São João 2022 da Paraíba Durante mais de dois meses de preparação e de venda efetiva no São João de Campina Grande, aproximadamente 400 comerciantes trabalharam no Parque do Povo, entre vendedores ambulantes e fixos. Destes, 184 responderam à pesquisa feita pela União dos Representantes d'O Maior São João do Mundo. Ao todo, 117 barracas foram instaladas no lugar, sendo 40 quiosques, 112 vendedores ambulantes de bebidas na área de shows, com caixas térmicas, e mais de 120 ambulantes que vendem produtos diversos, como comidas e brinquedos. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Produtos diversos são vendidos por comerciantes no São João de Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Segundo os dados, o aumento no faturamento dos comerciantes ficou entre 40% e 80%, com uma média de renda mensal que variou de R$ 20 mil a R$ 80 mil, para os trabalhadores que responderam à pesquisa. Para cerca de 19% dos comerciantes entrevistados, o faturamento foi igual ao da edição da festa realizada em 2019. Depois de dois anos sem a renda obtida durante o período junino, 81% dos trabalhadores consideram o São João 2022 como bom ou ótimo, segundo os dados. Com o fim da festa, os comerciantes comemoram o resultado e já pensam em 2023. Entre as sugestões de melhorias que eles mesmos indicaram na pesquisa, estão: ampliação do horário de funcionamento durante o dia; criação de local voltado à gastronomia regional; instalação de portões de acesso nas laterais do Parque do Povo; resgate de aspectos tradicionais, como decoração e comidas de milho. Comidas tradicionais também são vendidas no São João de Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Saldo positivo é celebrado Richardson Kadymiel, proprietário de uma barraca instalada no Parque do Povo durante o São João, relata com felicidade a experiência vivida em 2022. O comércio dele oferece bebidas, comidas, caldinho e canas de diversos sabores, como morango e maracujá. Este ano, segundo ele, o lugar ficou repleto de turistas e de pessoas de Campina Grande que estavam com saudade da festa. "Pra mim foi até uma surpresa. Depois de dois anos numa pandemia, sem trabalho, esse ano superou 2019. Se tivesse mais 30 dias, eu ia agradecer", disse. O comerciante trabalha no São João de Campina Grande há seis edições e foi diretamente afetado pela suspensão da festa, em 2020 e 2021, em virtude da pandemia da Covid-19. Sem renda fixa, assim como outros milhares de trabalhadores envolvidos na festa, Richardson também enfrentou dificuldades. "Foi um período muito triste, porque muitas famílias, como a minha, dependem totalmente desse São João. Mas agora, lucro daqui vai suprir até dezembro", afirmou. Bebidas e caldinhos vendidos em barraca no Parque do Povo, em Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Planejamento para 2022 e expectativa para 2023 Os comerciantes afirmam que o sucesso da festa também está relacionado ao planejamento. Foram cerca de 90 dias analisando todas as questões logísticas que envolvem o funcionamento de tantas barracas em um único lugar. Além da Prefeitura de Campina Grande, iniciativas privadas, como bancos digitais e patrocinadores da festa, ofereceram crédito para que os comerciantes pudessem comprar os produtos necessários ao funcionamento dos pontos de venda. Ajuda que veio em ótima hora, já que muitos comerciantes até tinham o desejo de retomar as vendas, mas não tinham condições financeiras. Foi o caso de Francillda dos Santos Silva, que trabalha há 27 anos no São João 2022 de Campina Grande. “Quando anunciaram que esse ano teríamos a festa de São João de volta eu fiquei feliz, mas, ao mesmo tempo, desesperada. Mesmo sabendo que eu poderia voltar a trabalhar, eu não tinha como recomeçar. Estava sem dinheiro", relatou Fia, uma das comerciantes que trabalham no Parque do Povo. Maçã do amor vendida no Parque do Povo, em Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Um dos patrocinadores do São João de Campina Grande ofereceu crédito de R$ 500 para todos os comerciantes cadastrados no evento. Segundo a empresa, 120 pessoas solicitaram o cartão com o crédito em menos de uma semana após o lançamento da iniciativa. Segundo Fia, com o valor recebido foi possível comprar os ingredientes para ela fazer os drinks que vende no Parque do Povo. "Nós intensificamos o trabalho de assistência aos comerciantes da área. Foi realmente o São João da retomada, estamos muito felizes com os resultados", concluiu Gicelia Henrique Leal, representante dos comerciantes que trabalham no Parque do Povo. Agora, os vendedores se preparam para o São João 2023. Dos ouvidos pela União dos Representantes d'O Maior São João do Mundo, 95% preferem que a festa continue acontecendo no Parque do Povo, com o local ampliado e o retorno do palco principal para a área do Arraial Hilton Mota. A Prefeitura de Campina Grande estuda ampliar o Parque do Povo. Foi apresentado um projeto de requalificação do Parque Evaldo Cruz (Açude Novo), que pode ajudar na ampliação do espaço, e agora, os comerciantes aguardam as próximas decisões para dar início efetivamente a preparação para o São João 2023 de Campina Grande. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado