Mais de 500 mil domicílios vão ter que trocar parabólica por equipamento digital com chegada do 5G na PB


Nova tecnologia de internet móvel irá se utilizar da frequência 3.5 GHz, a mesma pela qual a TV aberta é transmitida via parabólica atualmente. 5G Reprodução Cerca de 537.595 domicílios paraibanos vão ter que trocar a parabólica por equipamentos de TV digital para continuarem assistindo a TV aberta quando o 5G chegar ao estado. Os números são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), de 2019, e foram fornecidos ao g1 pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A Paraíba é o terceiro estado do Nordeste com menos domicílios que utilizam aparelhos parabólicos para assistir TV. O estado só está na frente do Rio Grande do Norte e de Sergipe que, respectivamente, têm 436.028 e 229.163 residências com parabólicas. De acordo com a Anatel, João Pessoa será a primeira cidade paraibana que vai receber o 5G e consequentemente passará a não utilizar as parabólicas. A data precisa para a implementação da nova tecnologia não foi divulgada pela Anatel. Já Campina Grande, somente vai receber o 5G a partir de 31 de julho de 2026, já que tem população menor, e este é um dos critérios para o começo da utilização do novo serviço. Segundo a Anatel, pessoas que fazem parte do Cadastro Único (CadÚnico), do Governo Federal, vão receber gratuitamente kits para poderem assistir TV através da Banda C, que é um tipo de frequência que funciona para transmissão de forma digital. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado