Aumento dos casos de Covid-19 leva Paraíba a reativar os leitos no estado


Último boletim da doença registrou 18 pessoas hospitalizadas e 5 óbitos. Hospital Regional de Patos, PB, reativa 12 leitos de enfermaria para tratamento da Covid-19 Divulgação/Ascom O último boletim da Secretaria de Saúde do Estado registrou 1.760 novos casos da doença na Paraíba, sendo 1.742 leves e 18 hospitalizados, além de 5 mortes nas últimas 24 horas. Com o atual cenário, leitos para Covid-19 em vários municípios estão sendo reativados para retaguarda. Os leitos que foram criados anteriormente estavam sendo utilizados para outras necessidades da saúde, mas, com o aumento dos casos, voltaram a ser usados para a doença. Existem atualmente 500 leitos e outros estão sendo reativados para deixar em retaguarda, em cidades como Cajazeiras, Piancó e Patos, além dos que já funcionam em João Pessoa e Campina Grande. Renata Nóbrega, secretária de Saúde do Estado, avalia como um momento de cautela e proteção coletiva. “Nós estamos considerando a nova circulação da subvariante da Ômicron e o aumento de casos”, informa a secretária e pede uma atenção especial das pessoas que estão com gripe para procurar uma Unidade de Saúde da Família (USF) e realizar o teste. Caso positivo, manter o isolamento, considerando que com o fim da emergência pública as pessoas perderam o medo da doença. A secretária também destaca que a Covid-19 permanece circulando normalmente, assim como novas variantes e subvariantes, pois não existe um controle efetivo da doença ainda. “A população precisa participar com relação a vacinação. A vacinação é a melhor alternativa para evitar ir ao hospital e diminuir o risco de óbito”, alerta. Todas as mortes registradas nas últimas 24 horas foram de pessoas idosas, e a SES alerta para a importância de completar o esquema vacinal para manter a imunidade referente à Covid-19. “É importante destacar que mais de 60% desses casos dos óbitos que estão ocorrendo são de pessoas que não tomaram a quarta dose”, informa Renata Nóbrega. De acordo com a Secretária da Saúde, no mês de junho, foram registradas 170 internações e existe uma tendência de aumento no mês de julho, com a possibilidade de chegar a 300 internações. Principalmente com a circulação das sub variantes BA4 e BA, que não têm confirmação no estado, mas que foram notificadas em Pernambuco e Rio Grande do Norte, estados vizinhos. “Nossa rede precisa estar pronta para fazer toda atenção necessária aos paraibanos”, finaliza Renata. Paraíba registra cinco mortes por Covid-19 em 24 horas; SES alerta para prevenção Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado