Açude de Tauá, em Cuitegi, volta a sangrar após 11 anos, na Paraíba


Aumento no volume de água foi provocado pelas chuvas na região. Quase toda a região do Brejo e Agreste recebeu recargas expressivas advindas das chuvas. Barragem de Cuitegi-PB volta a sangrar após vários anos O açude de Tauá, na cidade de Cuitegi, no Brejo paraibano, amanheceu sangrando nesta terça-feira (5). De acordo com o monitoramento da Agência Executiva de Gestão das Águas, o registro não acontecia há 11 anos. O aumento no volume de água foi provocado pelas chuvas na região. Quase toda a região do Brejo e Agreste recebeu recargas expressivas advindas das chuvas. Com o volume de água transbordando, alguns moradores foram até o local da barragem em busca de peixes. O açude de Tauá tem uma capacidade máxima de 8.573.500 m³. De acordo com o sistema de monitoramento da Aesa, a barragem ultrapassou os 8,6 milhões de m³ nesta terça, chegando a um volume total de 100,48%. Para o engenheiro sanitarista e ambienta Gustavo Fernando Santos, técnico de recursos hídricos da Aesa, o sangramento da barragem "representa para a região do Brejo a esperança de melhorias para a agricultura e abastecimento (consumo), além de uma condição hídrica mais favorável e diminuição do processo de degradação das bacias hidrográficas em decorrência das expressivas chuvas que ocorreram nesses últimos meses". Açude de Tauá, em Cuitegi, volta a sangrar após 11 anos, na Paraíba Reprodução/g1 Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado