Paraíba vai ganhar museu da cannabis, primeiro do tipo no Brasil


A inauguração será em setembro. O museu é uma iniciativa da Abrace, ONG com o objetivo de dar apoio às famílias que precisam de um tratamento com a cannabis medicinal. A casa onde morou Zé Maranhão, político paraibano já falecido, vai se tornar a sede do Museu Brasileiro de Cannabis, em João Pessoa. Reprodução Museu Brasileiro de Cannabis A Paraíba vai ganhar um museu permanente e oficial da cannabis. O espaço vai ser localizado no Parque Solon de Lucena, Centro de João Pessoa. De acordo com o planejamento, a expectativa é fazer a inauguração no próximo mês de setembro. A idealização é da Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace), que afirma ser o primeiro museu do tipo no Brasil. A sede do museu vai ser uma antiga casa onde morou o ex-governador e ex-senador José Maranhão, que morreu em 2021. A Abrace já alugava o imóvel para uso da própria organização sem fins lucrativos. A Associação já conta com diversos objetos e quadros explicativos sobre a origem da Cannabis e o histórico da planta no uso medicinal. Esse acervo ganhará novos itens e terá o espaço próprio para exposição. Abrace tem autorização para o Comunicação/Abrace “A história é longa e tem séculos de acontecimentos que poderão ser visualizados de forma didática pelos visitantes. A Abrace está também de portas abertas para receber doações de material para amplificar cada vez mais esse conhecimento. Assim, se você tem itens que podem ser agregados, entre em contato através dos nossos canais de atendimento”, disse a Abrace em nota. Entenda o que é a Abrace e como ser um associado A Abrace é uma instituição sem fins lucrativos. A entidade, localizada em João Pessoa, tem autorização da Justiça brasileira desde o ano de 2017 para cultivar e oferecer medicamentos derivados na cannabis aos associados, nas formas de óleos e pomadas. A entidade tem a finalidade “não apenas de dar apoio às famílias que precisam de um tratamento com a cannabis medicinal, como também de apoiar pesquisas sobre o uso da planta”. Para ser associado e ter acesso aos medicamentos, é necessário que o paciente passe por atendimento médico. Todos os produtos só podem ser disponibilizados mediante apresentação da receita de acordo com o catálogo da Abrace. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Habilitar notificações    OK Não Obrigado